Opinião sobre Cofidis

Havia uma época em que era comum encontrar anúncios em televisão Cofidis, zapeando entre os anúncios de programas matutinos ou a altas horas da madrugada. Era a época anterior à crise. E o público-alvo desses anúncios, estava entre a audiência desses programas.

Agora, e desde há alguns anos, voltam de novo a ser mais visíveis nos meios de comunicação, mas de outro modo. São muito visíveis no domínio do desporto, através de patrocínios. Não em vão, Cofidis é uma das instituições financeiras de crédito rápido sobrevivente da crise.

Uma das primeiras empresas especializadas em empréstimos pessoais de consumo que chegou a Portugal em 1991. Embora a financeira começou inicialmente a sua actividade em França.

Hoje em dia, surgiram inúmeras empresas dinheiro rápido e de concessão quase imediata na internet, que competem com empresas mais clássicas do crédito ao consumo, como é o caso da Cofidis. Quem pedir um empréstimo pessoal?

Como acontece em qualquer outro setor, a marca e o saber fazer, tem o seu valor. Quem pedirías um empréstimo pessoal? Como em uma nova companhia que acaba de surgir com sede em Malta ou Chipre e que não tem um histórico de atividade? Como um banco de toda a vida? Ou a uma financeira especializada em só dar crédito ao consumo?

Se você não pedir dinheiro emprestado, mas se tiver que fazê-lo Por que não pedir um crédito em uma instituição especializada?

O são caros? Vocês têm juros elevados? Como qualquer empresa de crédito ao consumo, assume um risco de crédito a concessão de solicitações que lhe são feitas. E tem que ganhar o suficiente para cobrir o risco de suportar uma taxa elevada de fracassados.

O financiamento ao consumo é um negócio muito rentável e que começa a virar com a melhoria da economia em geral. Não são uma ONG, isso está claro. É um negócio. Mas de que se trata é que sejam profissionais, ágeis e se resolvam problemas de dinheiro. Em última análise, é a que se dedicam.

Na minha opinião, Cofidis é uma das poucas financeiras especializadas no crédito de médio e prazos entre 1 e 4 anos. Que além de darem suporte ao financiamento ao consumo em diversos setores e estabelecimentos. Sem eles, muitas compras não é materializarían. E o consumo é riqueza para a economia.

Cobrem determinadas necessidades a que a banca tradicional não chega ou é relutante em dar crédito em momentos de dificuldades do ciclo económico. Dinheiro já, de vida livre ou direct cash, são alguns de seus produtos.

As tarifas variam de acordo com valor e prazo, mas estão dentro dos limites do nicho de mercado de crédito a distância que cobrem.

Você já contratado um empréstimo com a Cofidis? Você contrataria com eles? Dá-me a tua opinião.

Deixe um comentário