O que o banco paga juros?

Caíram tanto os juros que se pagam pela redução dos prazos fixos, que cada vez que derrota um depósito torna-se um problema, porque não se sabe o que fazer com o dinheiro.

As coisas já não são como antes. Se a sua entidade oferece um interesse mínimo e procura que o banco paga juros, você não vai encontrar grandes diferenças. Esta é a realidade que existe e o que você vai encontrar ao longo de 2016.

Estamos praticamente em juros a zero por cento e ainda há muito poupança nos bancos a taxas elevadas contratado tempo atrás. Mas é muito provável que se houvesse um depósito a doze meses, já se você encontrou este ano com esse problema.

Te conto quais são as últimas oportunidades em 2015, o que o banco paga juros e condições que você vai encontrar nas ofertas das instituições financeiras com as melhores depósitos.

Ouvem-Se uma equipe de mediadores clava de santiago nas agências bancárias, nas conversas entre o cliente e o gestor. Coisas como que “para o que haveis de oferecer, vamos ter que llevárnoslo para casa e guardá-lo em uma caixa de sapatos”. “Ao final, nos vão cobrar porque nos guardeis o dinheiro”. “Isso é uma vergonha, com o dinheiro que ganham os bancos, a certeza de que você pode pagar mais do que já o emprestardes bem caro”.

E outra vez o mantra de que “o melhor vai ser investir no tijolo”. E de fato isso foi notado e muito em 2015. Os grandes concorrentes dos bancos voltam a ser as imobiliárias, na luta por atrair poupança. E é que se você pergunta para o INE, as vendas de imóveis cresceu, mas são assinados muitas sem financiamento. Porque, como se costuma dizer: compra-se a toca telha.

Perante as baixas taxas de juro, cada vez mais as pessoas se coloca investir em moradia, em vez de procurar que o banco paga mais juros. E é muito comum que se prolonguem muito os tempos de decisão desde que vence um dinheiro, até que se renova ou o dinheiro é fuga ao tijolo.

E o mais engraçado de tudo é que os bancos o dinheiro que fique em conta, não sai nada barato. Por aquilo de que os impostos sobre os depósitos. Mas tudo bem, isso a você eu acho que você isso lhe dá igual.

A realidade é que os bancos já não lhes faz falta o dinheiro dos poupadores, mas não podem despreciarlo. E homem, granan dinheiro sim, mas não do negócio tradicional de comprar dinheiro barato e pagar caro. Que é o que muita gente não termina de entender.

Muitos bancos sofrerão por isso, a partir de 2016 e durante todo o tempo que durar esta situação de taxas de juro baixas. Ouvindo, pois, do Bce e do BCE parece que, pelo menos até 2018. E por isso, haverá uma outra torção e fusões no sector da banca.

Mas o que você dizia, paga-se por captar clientes ou por outros motivos. Mas não porque tenha que pagar muito para conseguir dinheiro. Assim que aproveita o que há, porque isso não vai durar muito. E como pagar porque te guardem o dinheiro? Não acho que esteja muito longe.

Bom, eu conto o que sei das últimas rodadas por parte dos bancos, em dezembro. BBVA paga entre o 1-1,25% a prazo fixo, se você tem domiciliada a pensão e a folha de pagamento. Obviamente, só para dinheiro novo.

Popular entre 0,80% TAE e 0,40% TAEG a 12 meses. O extratipo apenas para novos clientes e que domicilien a folha de pagamento. Compatível com a conta salário “Give me five”, que paga 5% no primeiro ano para os primeiros 5.000€.

Por outro lado, está o Banco Popular. Paga a partir do 0,65% até 1,25% TAE. O máximo se consegue com pensão ou folha de pagamento e três recibos. E o seu banco online, o bancopopular-e, continua com a oferta de 1,15% TAE a 14 meses, sem qualquer tipo de vinculação e zero comissões.

Por último estaria Caixabank, com o seu depósito valor plus Da Caixa, que também chega até 1,25%, partindo de 0,75%. De pende da vinculação e do aumento de contratação de produtos.
O resto de entidades não entram neste tipo de guerra. O Banco Santander está despejo com a conta 1 2 3 e agora a de pequenas e médias empresas. As entidades pequenas não têm músculo para pagar esse preço por clientes. Já que no final você está usando como gancho para atrair clientes e vincularles com as receitas e os recibos. Que no final é o que buscam as entidades, crescer em clientes fidelizados.

Aproveite as últimas oportunidades. Em 2016, haverá que falar já de outras ou resignar-se e cumprir com o que for. As entidades online, vão a um ritmo mais lento, mas também estão a descer rentabilidades.

Eu entendo que tenha gente que queira dormir tranquila e procure o que o banco paga juros, porque o depósito seja o seu produto. Mas considero um erro. São rentabilidades tão ridículas que com planejamento fiscal ou com o apoio de um consultor financeiro independente, eles podem superar facilmente. Pense nisso, não é de todo rentabilidade. Também há que levar em conta os impostos. E o que quer que faça, sempre há riscos. Não se iluda e nem deixe que te enganem.

Deixe um comentário