O momento é de investir em ouro? 2016-2017

Se você se identifica com um perfil de poupança-investidor conservador, provavelmente, nestes momentos, você não terá muito claro o que fazer com seu dinheiro. Você investe em imóveis? Não perca esta pequena? O Tel é momento de investir em ouro? Você deverá tirar o dinheiro dos bancos?

As taxas de juro dos depósitos já estão quase a zero por cento. Paradoxalmente, as contas folha de pagamento ou de economia oferecem maior rentabilidade, mas com condições. E, por outro lado, a bolsa chegou a volatilidade. Que até agora tinha dado muito boas rentabilidades sem grandes sobressaltos.

Mas é que acima, as incertezas políticas planejam no horizonte e há quem, de novo, tem medo. Prima a segurança e proteger o dinheiro contra a rentabilidade. E é aí que alguns se perguntam se agora que caiu consideravelmente seu preço, vale a pena investir em ouro. Depois de tudo, é tradicionalmente um activo de refúgio.

A priori, tudo aponta que a renda variável europeia e japonesa, são os ativos mais rentáveis de 2015 e 2016. Mas as coisas não estão claras. Hoje vejo isso com a informação de que tratamos, mas o certo é, que tudo pode mudar em pouco tempo.

O pulso que colocam os bancos centrais batiéndose em uma verdadeira guerra de divisas e a supervalorização de vários ativos e mercados, chama a atenção. Cairá o mercado americano em uma suave correção? Ou será que estamos na ante-sala de um novo crash mundial no mercado de dívida?

É em um ponto como esse, em que o investimento em ouro, recupera seu caráter defensivo. E agora, põe-se em valor para o barateamento do preço. Mas também há que entender os motivos por que tanto o ouro como outras matérias-primas, baixaram o máximo de valor. E é que o preço do ouro caiu, já a níveis de 2010.

A força do dólar e a iminente subida de taxas de juro por parte da Reserva Federal Americana, explicam, em parte, os motivos, a curto prazo, a queda do valor do metal precioso por excelência. Seria um bom momento para investir em ouro, apesar de esta circunstância?

Como em qualquer investimento, quanto maior for o horizonte de tempo alocado ao investimento, mais reduzida é a volatilidade e mais chances de capitalizar o investimento.

A próxima questão que se coloca é qual seria a forma mais adequada para investir em ouro. Ao final deste tipo de investimentos alternativos podem ficar um pouco longe de suas possibilidades como saver/investidor, por falta de meios e canais de distribuição para chegar a eles. Mas depois há também o risco de conhecimento e informação. Como saber se você está comprando ouro de qualidade, se você decidir investir em ouro físico?

No mercado existem intermediários que permitem comprar moedas de diferentes países cunhadas em ouro ou outros metais preciosos. Além do valor de face, existe um valor real do material. Se oferecem garantias de que se compra, e podem chegar a colocar à disposição caixas de segurança para sua guarda. É o caso de Lingoro.

Também há a opção de lingotes de ouro. No início da crise, ficaram de moda máquinasexpendedoras de barras de ouro. Que chegaram a Portugal e explicando de forma muito acessível a compra de pequenos lingotes físicos com certificado. Em seguida, o outro problema é a guarda e posterior alienação.

Por isso, outras alternativas para investir em ouro físico, que são usadas por muitos outros investidores, são os ETF de ouro. Como por exemplo, o Xetra-Gold (DE000A0S9GB0), DB Physical Gold ETC (EUR) (DE000A1E0HR8) ou o ZKB Gold ETF AA EUR (CH0047533523). Usados frequente mente dos seguidores da carteira permanente.

O que sim que descartaría é investir em ouro através de fundos de investimento. Pois normalmente o que costumam fazer os operadores, é comprar ações de companhias de mineração, de transformação ou do setor do luxo. Que, ao final, englobando outro tipo de variáveis que distorcem, de certa forma, o objetivo do investimento. Que é proteger o seu dinheiro e proporcionar rentabilidade de forma segura, a longo prazo, em momentos de incerteza.

De todas formas, por fim, sempre que considerares um investimento alternativa mais além do que você fazer habitualmente com o seu dinheiro, o melhor conselho que posso dar a você é que procure o apoio de um consultor financeiro independente.

Você vai ajudar a evitar erros e a tomar decisões com maior confiança. Sem medo de sofrer decepções ou cair na tentação de aceitar propostas excessivamente atraentes de que, possivelmente, não tem toda a informação ou conhecimento suficientes para valorarla adequadamente.

A mim pessoalmente, não me parece má ideia incorporar dentro de uma carteira diversificada esse ativo com um horizonte amplo, para proteger o seu dinheiro diante de possíveis perturbações futuras. E o faria de forma clara, através de ETFs de ouro. Já que o final é o mais barato em termos de custos de manutenção e de investimento. Tudo o resto vai ter mais comissões ou despesas em caixas de segurança no melhor dos casos, se não é assumir o risco de assaltos, roubos, etc.

Plantéame suas dúvidas ou exponme seu comentário. O tinhas pensado em investir em ouro? Qual a forma que você acha que é a melhor?

Deixe um comentário