O interessado em fazer uma sub-rogação de hipoteca?

Se firmaste uma hipoteca entre 2012 e 2015, é possível que você esteja avaliando levantar do seu banco, uma sub-rogação de hipoteca, uma vez que os diferenciais sobre a Euribor a partir de então, chegaram a superar os 3%.

Hoje em dia, com a descida das taxas de juro e a escassez de negócio e econômica, os bancos estão lutando para tirar todas as operações de empréstimo hipotecário que podem. Já que é a alavanca que lhes permite amarrar um cliente por muitos anos, vender seguros e gerar negócios a longo prazo.

Por esse motivo, os diferenciais de hipoteca, voltam a estar em níveis semelhantes aos de antes da crise. Podendo chegar em alguns casos a 0,99% e 0,75%.

De modo que com estas descidas faz sentido que os valores de uma sub-rogação de hipoteca, já que a poupança pode ser importante. Vejamos quais seriam os passos a seguir e se seria rentável mover a sua hipoteca para outro banco.

Mas parece que reativa o mercado imobiliário e são vendidos mais apartamentos do que há alguns anos, o número de hipotecas não sobe na mesma proporção. Isto é assim porque muitas compras são feitas sem financiamento, já que serve de refúgio a economia diante da falta de rentabilidade dos produtos tradicionais.

Por isso, as entidades estão travando uma batalha feroz por crédito. E já se começam a ver as ofertas de sub-rogação de hipoteca, sem custos, onde a entidade que rouba a hipoteca de outro banco, assume todos os custos do processo.

Embora esta situação de necessidade de financiamento está levando a muitas entidades a relaxar os seus padrões de concessão de crédito pessoal, se você quiser que o seu sub-rogação de hipoteca tenha sucesso, você deve ter um saldo devedor abaixo do valor de 80% de fixação do preço atual de sua casa. Acha que a avaliação também pode ter caído nos últimos anos.

Se você acha que é possível que o valor da garantia cubra com facilidade sua dívida, o próximo ponto seria analisar a sua capacidade de pagamento atual. Os bancos fazem esforços para levar os clientes premium dos bancos. Se os seus rendimentos caíram ou a sua situação de trabalho piorou, você terá um pouco mais complicado para sub-rogar sua hipoteca.

De modo que, se quiser fazer uma sub-rogação de hipoteca, você terá que passar pelos mesmos passos que quando você pediu um financiamento para comprar uma casa e ir entidade por entidade para estudar condições. Depois do encerramento da oferta, após a apresentação da documentação pertinente, você terá que voltar para avaliar a casa. O que implica uma despesa de 300€ em média.

Se todo o quarteirão e a sub-rogação de hipoteca vai para a frente, a primeira notícia que terá seu banco atual de que se você quer levar o empréstimo a outra parte, será por meio de uma notificação notarial de sub-rogação.

A partir de aqui se abrem uma série de prazos legais, no que você ainda entidade poderia opor-se à sub-rogação de hipoteca. Nos primeiros 7 dias, tem que responder informando o saldo devedor, e em paralelo em um período de 15 dias de calendário a partir da notificação de sub-rogação, pode enervar a oferta.

Esse processo tem um custo que você deve pagar ao notário e que ronda os 180€. Podendo ao final paralisar-se a operação de mudança de hipoteca bancária, para o que você ainda entidade credora teria que igualar ou melhorar as condições da outra entidade para a qual você gostaria de ir. E depois de assinar uma novación. Que vem a ser como uma atualização das condições financeiras de sua hipoteca. Gestão que também tem um custo e que deverá passar pelo notário. Depende do montante do empréstimo, mas calcula 250€.

Ainda que fosse assim, o custo da avaliação e notificação de sub-rogação, haverá merecido a pena. Já que você terá conseguido que o seu banco lhe maltrata o diferencial, que era o que tu querias.

De qualquer forma, aconselho-te que antes de fazer qualquer coisa, pressões para seu banco ameaçando verbalmente com o que quiser sub-rogar a hipoteca, se não se melhoram as condições. Em algumas instituições financeiras basta isso para que se tornem uma novación e economiza todo o resto.

Se tudo segue o seu curso, você tem que levar em conta uma coisa para avaliar se você está interessado em fazer uma sub-rogação de hipoteca. Primeiro de tudo, se escrituraste depois de abril de 2003, a sua hipoteca, você terá as comissões de sub-rogação sobre o saldo pendente do 0,50% nos cinco primeiros anos, e de 0,25% a partir do quinto ano. Que você deve somar os custos anteriores e das despesas de Cartório, Registro de propriedade e prestador de serviços administrativos de assinar a sub-rogação. Que podem ser outros 500€.

De modo que o que você tem que ver é se a economia do diferencial, vale a pena, como para compensar o custo de avaliação, acto notarial de sub-rogação, comissão de sub-rogação, custos de escritura de sub-rogação em Cartório, alteração e inscrição de nova carga no Registo de propriedade e o que lhe cobradas de um prestador de serviços administrativos.

Dê contas e calcula quantos anos amortizas os custos de sub-rogação de hipoteca. Se você se move entre 2-4 anos eu mesmo o faria. Acha que uma hipoteca, embora a tenha assinado a 30 anos, a vida média fica entre 15 e 20 anos.

Do mesmo modo que você olha quanto você recebe por seu dinheiro, com as suas dívidas, se houver redução de custos, Por que você não vai mudar de banco é a hipoteca? Isso sim, recomendo-te que não só se colocar no diferencial. Note que o sub-rogar hipoteca, você ganha os seguros, a folha de pagamento, etc., Compare as tarifas de seguros e comissões de serviço, não vá ser que o que ganha por um lado, perder o outro.

Deixe um comentário