O ‘crowdlending’, o financiamento que se expande como a pólvora

As plataformas de crowdlending $ 61,6 milhões de reaisdurante o ano de 2016, segundo o estudo “Financiamento participativa em Portugal, relatório anual de 2016”, elaborado pelo Universo Crowdfunding e a Universidade Complutense de Madrid. Os empréstimos entre particulares são uma via de financiamento que não para de crescer em nosso país, embora esta expansão tem sido mais lenta durante os primeiros anos. Em outros países, como o Reino Unido, estas plataformas se estabeleceram como uma forma de obter dinheiro ao nível de qualquer outra. No Brasil, este crescimento não é tão rápido, mas pouco a pouco vai aumentando o número de pessoas que recorrem a este método.
As plataformas P2P como alternativa aos empréstimos tradicionais
O crowdlending é categorizado dentro do método de financiamento denominado como crowdfunding, que agrupa diferentes formas de obter financiamento para nossos projetos. Não obstante, dentro de todas as subcategorias que existem, a que melhores amostras de expansão demonstra é a de que os empréstimos entre particulares.
As plataformas P2P se apresentam como uma alternativa ao financiamento tradicional, que oferecem as entidades bancárias. Em relação aos empréstimos on-line particulares, mostram alguns traços semelhantes e ambos os podemos obter inteiramente pela Internet, algo que revolucionou o setor de crédito na sua emersão.
No entanto, as diferenças do crowdlending com os empréstimos de empresas de capital privado são importantes. A principal é que o dinheiro que podemos obter através das plataformas P2P é prestado por investidores particulares e não a empresa em si. Portanto, se queremos pedir financiamento para qualquer tipo de projeto que temos em mente, são os próprios usuários que decidam se vale a pena investir em nossa proposta.
No mercado atual, já existem plataformas de crowdlending que se encontram bem posicionadas, por isso, se queremos pedir dinheiro, podemos recorrer ao que veremos a seguir:
Plataforma crowdlending Quantidade máx. Custo Prazo Me interessa

Empréstimo P2P Younited Credit 40.000 € Desde o 5,18 % TIN (6,34 % TAE), a Partir de 24 meses até 6 anos

Solicitar
Com este empréstimo, que faz parte de uma plataforma de crowdlending, ao igual que com os do resto de portais do mercado de empréstimos entre particulares, o custo mais comum é o de abertura ou de estudo, que neste caso é de 2,76 % em média. Este gasto se explica pela análise que tem que fazer a empresa para determinar a viabilidade do nosso projeto e a designação do nível de risco.Por outro lado, uma das vantagens que têm os empréstimos P2P é que, ao contrário dos créditos tradicionais, não implicam a contratação de produtos vinculados. Neste caso, é asemejaría mais os empréstimos on-line particulares, que não exigem isso, já que ambos são créditos concedidos por entidades não financeiras.
Como afecta o nosso perfil na concessão de empréstimos P2P?
Se estamos pensando em solicitar financiamento através desta via, que se encontra em expansão, há algo importante que devemos saber. Uma das coisas mais características do crowdlending é o modo em que se aplicam os juros, por isso, vamos ver como seria o processo tradicional de atribuição do tipo de interesse:
Quando apresentamos nossa proposta para a plataforma P2P, esta analisará o nosso perfil e nos atribuído em função de algumas variáveis de um determinado nível de risco.
Este será incorporado juntamente com a nossa proposta na página e o tipo de interesse que a plataforma tenha decidido em função do risco.
A chave é que a maior nível de risco, maior será o custo dos juros.
Não obstante, o interesse não depende apenas do risco que tenha o nosso perfil, também vai depender da quantidade solicitada, o prazo de reembolso que declararmos, a finalidade e de outro tipo de fatores.

Deixe um comentário