Melhores cartões para viajar e tirar dinheiro no estrangeiro 2016-2017

Um tema que sempre tem que levar em conta quando se viaja, é o das comissões ao sacar dinheiro no exterior.

Se você viajar pela Europa e se você estiver movendo em países da união monetária, levando um pouco de dinheiro não costuma haver muito problema, a menos que sua estadia vai ser muito longa. Nesse caso, seja por férias, trabalho ou turismo, talvez se desloque procurar outro tipo de soluções ou usar algumas das melhores cartões para viajar ao exterior.

Se sair da zona do euro e viajar para países com moeda diferente ou você vai por períodos longos, você pode trocar o dinheiro em seu banco de sempre e levar moeda. Mas se você vai a um país um pouco exótico, não poderá comprar moeda estrangeira em Portugal.

Trocar em casas de câmbio ou hotéis, pode ser uma alternativa prática, se você não quiser se complicar muito a vida. Mas em alguns países, as comissões e taxas de câmbio aplicadas, são abusivos. De modo que você pode sacar dinheiro no exterior com seu cartão de sempre, mas as comissões também podem ser bastante altas, de acordo com o banco emissor. Quais são as melhores placas para viajar?

Há não muito tempo, já quase até é difícil sacar dinheiro em caixas eletrônicos no Brasil sem comissão. A banca lhe vem o mal que as taxas de juro sejam tão baixos. A sua margem financeira é cada vez mais estreito e pretendem compensar a queda de receitas, aumentando e inventando novas comissões de serviço.

E isso, logicamente, reduz as opções de cartões para viajar e tirar dinheiro no estrangeiro, que tinha até há pouco tempo.

As condições mudam. Se algum banco lhe disse que tinha zero comissões para sempre, mentiu. Todos os contratos têm uma cláusula que indica que podem modificar as condições de um produto ou serviço, comunicándotelo com dois meses de antecedência e dando-lhe a opção de rescindir o contrato.

É o que há. Então, vamos provechar as possibilidades que temos para sacar dinheiro no exterior sem comissões ou com as comissões mais baixas possíveis, enquanto dure.

Na hora de escolher um cartão para operar no estrangeiro, não só há que levar em conta as comissões por reembolso. Também as taxas de câmbio implícito e as comissões por realizar pagamentos no exterior com o cartão.

Uma novidade que se associaram várias entidades, é cobrar uma taxa de operação ou uma comissão fixa, em qualquer pagamento que se faça em moeda estrangeira. E não são pequenas quantidades. Vão entre 2€ e 5€ sem levar em conta o montante da operação. Por isso que a seleção de cartões tem de ser mais rigorosa.

A opção número um, continua a ser o cartão de débito de Evo Banco. Ainda mantém a sua condição de cartão com zero comissões para retirar dinheiro em qualquer caixa de qualquer entidade do mundo. E isso a torna a placa escolhida pela maioria de viajantes, bolsistas Erasmus e jovens em geral. Um nicho onde é o cartão por excelência.

Agora que têm relaxado bastante as condições da conta inteligente EVO à qual está associado o cartão e você tem os três meses de testes, a conta é mais fácil obtê-la.

De todas formas, deve levar em conta que, em alguns países, poderá notar que a caixa informa a cobrança de uma comissão ou taxa adicional. Não é coisa do emissor do seu cartão, se não do banco proprietário do caixa. E contra isso não há nada a fazer.

Além das comissões, também é interessante levar em conta outros aspectos do cartão que muita gente esquece e que são os seguros associados.

No caso de cartão de EVO banco, além do seguro de responsabilidade zero por uso fraudulento, inclui as seguintes coberturas por acidentes e viagens.
Seguro de acidentes de até 50.000€
Seguro de reembolso de compras em caso de morte ou invalidez permanente, de até 15.000€.
Seguro de imobilização em um hotel por doença até um máximo de 900€.
Seguro de despesas médicas no estrangeiro 10.000€.
Seguro por roubo ou dano da bagagem de até 900€.
Seguro por atraso da bagagem de 200 euros se o atraso for superior a 6 horas e 400€, se for superior a 48 horas.
Seguro por atraso da saída da viagem por um período superior a 6 horas, de 150 euros. Se o atraso exceder 6 horas extras, aumenta em 150 euros.
Seguro de cancelamento da viagem por greve de 300 euros.
Seguro em caso de over booking de até 150€.
Embora possa tirar dinheiro no exterior grátis, aconselho que você faça todos os pagamentos que você pode com cartão. Mesmo com o risco de fraudes ou clonagem de cartões, é, na realidade, o sistema mais seguro e confortável. Ao fim e ao cabo dessas protegido pelo emissor do cartão. Mas o problema é que, como se disse antes, cada vez vão ficando menos entidades, que o montante do pagamento no exterior, não somam uma comissão por operação.

Por isso, o pack das melhores cartões para viajar, acrescentaria um outro cartão que tem sido sempre de muito boa reputação nos pagamentos no estrangeiro. Que é Visto ouro bancopopular-e, antes Visa ouro Citibank.

É o cartão que com a diferença de que aplica os tipos de serviços mais ajustados a mercado. E que não adiciona nenhum custo adicional para a operação. E o melhor de tudo é que conta com cerca de coberturas espetaculares, por tratar-se de uma placa de ouro. Algo que em qualquer banco tradicional te custaria entre 48€ e 60€. Mas que com bancopopular-e você pode obter gratuitamente e ganhar 25€ através da promoção em vigor. E sem necessidade de mudar de banco, porque você pode domiciliar onde quiser.

As principais coberturas de cartão são:

Seguro de Proteção de Compras: cobre compras superiores a 30€ e durante 90 dias.
Seguro de Atraso de Bagagem: no caso de atraso de mais de 4 horas nos reembolsados 300€ para compras de emergência.
Seguro por Atraso de Vôo: no caso de atraso de mais de 4 horas, teremos 120€ para compras de emergência
Seguro por Perda de Bagagem: indenização de 90€ por artigo e 600€ por cartão.
Seguro de Acidente de Viagem: até 150.000€.
Seguro de Sequestro do meio de transporte: indenização de até 6.000€ por passageiro.

Outros cartões que você pode sacar dinheiro no exterior sem comissões, mas que têm alguns requisitos adicionais ou certas limitações, são o cartão NX Abanca e Visa electron Banco Mediolanum. A primeira é só para jovens entre 18 e 29 anos e só permite cinco operações por mês, sem nenhum custo. E a segunda é grátis, só no primeiro ano.

Também quero fazer especial menção aos cartões de Kutxabank, com as quais você pode retirar em países com moeda de euro em 0,75€ de comissão seja o caixa que seja. E o cartão de ING Direct, te deixa tirar por€ 2 operação em qualquer país do mundo.

Como você vê sacar dinheiro no exterior e fazer pagamentos, hoje sai grátis salvo exceções.

Deixe um comentário