Há algo que você deve saber se você quer investir na bolsa espanhola 2015-2016

Faz tempo que o melhor momento para investir na bolsa espanhola esfumou-se. Há pouco mais de dois anos, era difícil encontrar recomendações muito promissoras em torno das expectativas de revalorização da bolsa espanhola.

No entanto, grandes fundos de investimento privados e mãos fortes do mercado, levavam tempo comprando e armazenando. Em todo o processo de crescimento dos preços na bolsa, há sempre alguém antecipando-se, que não quer que o resto manuseie a mesma informação que têm para poder continuar comprando barato.

Em uma fase posterior, em que os bolsos desses investidores estão cheias de ações, interessa que o público em geral começa a se sentir atraído pelo mercado e que volte a comprar. Assim, os investidores anteriores, vêem como são reavaliados suas carteiras, enquanto ainda continuam se acumulando.

Chegou a certos níveis, quando há um excesso de otimismo e manchetes em jornais sobre o tractivo da bolsa são fabulosos, chegam os investidores privados. Esses que não querem perder a festa, quando toda via a música está tocando. Mas sempre alguém tem que pagar as bebidas. O que estão fazendo agora aquelas mãos fortes?

Vender bolsa espanhola. Muitas gestoras e mãos fortes do mercado levam reduzindo bolsa espanhola desde o início de abril, e alguns estão totalmente fora. Evidentemente não falo apenas de fundos de saco espanhola, porque a esses não lhes resta mais remédio que ser investidos queiram ou não, porque é a sua vocação de mercado.

Então, dito isso, se você quer investir na bolsa espanhola, o que deve fazer?

Se os que lidam com informações estão saindo, não parece muito oportuno entrar agora? Mas agora, estão saindo para nunca mais voltar a entrar, porque sabem que a festa está prestes a terminar e não querem estar dentro quando você tem que pagar a conta da copa? Ou será que simplesmente deixaram de fora a fazer uma pausa?

A resposta é realmente muito simples. Basta olhar para ver que o curso tem a bolsa espanhola está barata? Existe potencial?

Bom, o certo é que não lhe resta muito, mas sim que é verdade que olhe por onde você olha tem desconto. Ou pelo menos tinha. Também supõe-se que a incerteza política estava descontada e embora o dinheiro sempre é ele, parece que ele tem sentado pior do que o esperado.

A bolsa tem que incorporar essa informação de perspectivas políticas para ajustar os descontos para cima ou para baixo. Por isso, alguns saíram do mercado.

Portanto, se você está fora do mercado, mas quer investir na bolsa espanhola, o que se poderia dizer é que, no momento, tenha um pouco de calma. Em princípio, se não se ressente muito as expectativas de crescimento dos lucros das empresas espanholas ainda temos um caminho. E há potencial por muitos motivos, melhora econômica, petróleo barato, moeda euro fraco, falta de alternativas de investimento e excesso de liquidez, etc.

Portanto, senta-te e espera. Entramos dos meses do ano, estatisticamente, mais voláteis. Isso não é ruim se você quer entrar. Quando chegam essas desculpas do mercado para baixar, aproveita para comprar. Simples assim. Mas tenha paciência.

De todas as formas não te metas para cima na bolsa espanhola. Como se dizia há curso, mas não estamos na situação de há um ou dois anos.

Eu acho que o mercado sorteado para as eleições gerais de 2015, a menos que haja uma fragmentação política extrema e instale um desgobierno que gere instabilidade.

Por essa razão, minha sugestão é que invistam na bolsa espanhola através de fundos de saco europeia. As bolsas de países como a França, Itália ou Irlanda também estão baratas e é interessante ter uma cesta diversificada, que em um dado momento possa enviar posições de um mercado para outro, sem faltar com a filosofia de investimento.

Se comprar ações para configurar a sua própria carteira de investimentos, é prudente. Eu gosto de muitas empresas com visão de longo prazo. Mas para mim ainda não estão no preço, lhes falta um pouco mais de queda. Eu gosto do BRASIL, Repsol, Indra, Mapfre, Liberbank, Logista, Cellnex, CAF, Corporación Financiera alba e muitas outras. Há para comprar, mas não a qualquer preço.

Como o berço já não é muito folgado, não vale entrar a qualquer preço, a não ser que esteja disposto a manter sua carteira cinco ou oito anos.

Há umas semanas, configurei uma carteira de valores mobiliários de cara para 2015-2016 quando o mercado começou a cair e antes das eleições locais e regionais. Agora está perdendo um 2,72%, mas as companhias me continuam gostando igual. É um exemplo para você ver a importância de escolher o momento certo de entrada.

Neste caso, não procure um bom momento, porém, digo-te também que, às vezes, se você acha que há motivo sólido e caldo para que uma seleção de ativos suba, compra. Pode ser que se você continuar colocando desculpas ou espera desse melhor momento, simplesmente não chega. E dentro de ano e meio ou dois já não se pode estar investido em bolsa.

Já chegarão esses anos de penumbra em que o risco seja muito mais alto e não se possa estar carregado de renda variável. Aproveite para investir na bolsa espanhola e tirar agora uma boa rentabilidade. Porque igual, então estamos um monte de anos que não temos uma oportunidade como a atual.

Deixe um comentário