Formalidades para vender um carro de segunda mão passo a passo

Se você não se dedica à compra e venda de carros de segunda mão, o normal é que não saibas quais são os trâmites para vender um carro de segunda mão, já que não é algo que faça com frequência.

O mesmo te digo: se você está no lado contrário da operação. Não é algo que você faz todos os dias, assim que, certamente, não sabe como comprar um carro de segunda mão e papelada que você tem que fazer.

E no caso de que o tenha feito alguma vez, é muito provável que tenha esquecido o que tinha que fazer, para comprar ou vender um carro de segunda mão ou, simplesmente, que alguns dos procedimentos ou a legislação mudou.

De modo que, a não ser que você vá a comprar ou vender um carro de segunda mão a um concessionário, a certeza de que você vem bem este guia passo-a-passo.

O primeiro dos passos para vender um carro de segunda mão, é ter o fluxo de pagamento das infrações e imposto de circulação. Por isso que te adiantamento que no contrato de compra e venda, é necessário que você coloque também a data e a hora da venda. Para evitar discussões sobre a responsabilidade de multas que possam ocorrer a partir da transmissão do veículo.

Para vender o carro, você tem que recolher e entregar ao comprador, a permissão de circulação, a placa de inspeção técnica, a documentação do carro, uma cópia do recibo municipal de estar ao corrente de pagamento do imposto de circulação (o imposto do ano-lhe compete pagar a quem seja proprietário 1 de janeiro, mas vendê-lo antes da cobrança).

Você tem que dar também uma cópia de seu RG e o último certificado de ter superado a ITV se o carro tem mais de 4 anos.

Então firmáis duas cópias do contrato e entrega ao comprador. Nunca entregar-lhe o veículo, sem ficar com o contrato original e uma cópia do bilhete de IDENTIDADE do comprador. Também tem que assinar o pedido de mudança de titularidade e transmissão do veículo.

Dentro das formalidades para vender um carro que lhe correspondem como proprietário, apenas terá de comunicar ao Tráfego da notificação de venda no prazo de 10 dias.

No caso de comprar um carro de segunda mão, você tem direito de pagar o Imposto sobre Transmissões Patrimoniais (modelo 620) na Secretaria de Fazenda de sua Comunidade.

Para as comunidades de Andaluzia, Aragão, Astúrias, Castela e Leão, Catalunha, Ilhas Baleares, Madrid, Múrcia, Navarra, o modelo 620 para o ITP pode apresentar-lo eletronicamente. Obtendo um código de transferências (CET), que se serve para comprovar que o tenha cumprido com suas obrigações fiscais.

De todas as formas, eu recomendo que, se possível vá diretamente com o vendedor a Concierge. Lá podem aliviar-vos o fardo de um modelo de contrato de compra e venda, além de ajudar com a papelada. E já passo você evita entrar em discussões absurdas de quem deve pagar o imposto ou taxas.

Então, já com o contrato assinado, o imposto liquidado, a autorização de circulação do carro e uma cópia de seu cartão de IDENTIFICAÇÃO, você vai Tráfego pedido de citação e paga a taxa de mudança de propriedade, que, em 2016, são 53,40€. E já depois disso, a Sede de Tráfego lhe-á emitido um novo livrete para o carro.

Para fazer a transferência do veículo, você tem um prazo de 30 dias. Não é demais que enviar uma cópia ao vendedor para que fique tranquilo que ele foi feito. Até que não se faça, o vendedor é responsável pelo que acontecer com esse carro como titular do veículo para efeitos de registo na DGT.
Basicamente estes são os trâmites para vender um carro, tanto de uma parte como da outra. Como aviso e para evitar complicações si que lhe dizer, que se você vender um carro que tinha financiado com um concessionário, se certifique de que não há nenhuma carga ou limitação no registo de Bens Móveis. O que é a reserva de domínio a financeira sobre o carro.

Muitas vezes, mesmo que já esta pago e cancelado totalmente o empréstimo, a financeira não retira a anotação de reserva, a não ser que se o desejar.

Provavelmente o vendedor da concessionária em seu dia jurou e perjuró que a financeira não inscreveu a reserva de domínio. O que quer que seja para vender um carro. Mas o caso é que no contrato da financeira o coloca e o que costuma acontecer é que o cadastrou.

Se não tiver a certeza se tem cargas, você pode pedir um relatório de cargas de Tráfego, que custa menos de 10 euros. Se houver cargas, não lhe resta outra que pedir um certificado ao banco ou a financeira que comprove o cancelamento económica da dívida. Às vezes, a financeira se cobra uma comissão por esse certificado. Para depois com o seu BI ir para o Registro de Bens Móveis e cancelar essa inscrição, que, aliás, custa 80€.

A reserva de domínio pode cancelar o comprador do carro ou o vendedor. Mas se você é o vendedor, aconselho que o faça você mesmo, porque de outro modo o comprador não vai deixar de alterar a propriedade do veículo ao comprador. Coisa que não te interessa.

Se os trâmites para comprar e vender um carro se parecem um rolo, você pode ir a um prestador de serviços administrativos administrativa, que os honorários pertinentes se fará todas as diligências. Você escolhe o que é mais confortável para você.

Deixe um comentário