Como criar um fundo de investimento IMOBILIÁRIO fechado espanhola

Gostaria de criar uma empresa? Quer pagar menos impostos em seus investimentos? Você quer ter controle direto sobre o gestor profissional que gerencia sua carteira de valores? Pois só precisa saber como criar um fundo de investimento IMOBILIÁRIO fechado.

Embora o termo fundos de investimento IMOBILIÁRIO, leva-o diretamente para pensar sobre grandes fortunas, não é, necessariamente, um veículo de investimento exclusivo dos grandes fortunas. Evidentemente, há necessidade de uma soma importante de dinheiro. Mas se você buscar os serviços de alguma banca privada, pode ser muito simples, como você verá a seguir.

Se acaso se te esqueci ou se tu sem noção, eu lembro que um fundo de investimento é uma sociedade de investimento de capital variável. E que, como instituição de investimento colectivo (IIC) se diferencia fundamentalmente de seus primos-irmãos, os fundos de investimento, de ter personalidade jurídica própria e o capital dividido em ações, em vez de participações.

Agora, tem também uma série de vantagens, como Sociedade Anónima em relação ao resto das empresas que agora veremos. Gostaria de saber como montar um fundo de investimento?

Um dos grandes aliciantes que atrai muitos investidores e grandes fortunas sobre os fundos de investimento IMOBILIÁRIO, além das vantagens dos fundos de investimento, é o controle sobre a política de investimentos, dos custos e, claro, a fiscalidade. Como é bem conhecido por todos, os fundos de investimento IMOBILIÁRIO, alimentam a 1% no Imposto de Sociedades, frente às taxas entre 15% e 30% do que pagam as pequenas e médias empresas e restantes sociedades.

Agora que não se enganem, os parceiros de fundos de investimento IMOBILIÁRIO, como acionistas que são, tributarán no IRS dos rendimentos explícitos gerados. O que acontece que como a estrutura de sociedade patrimonial ou instrumental, este tipo de veículos de investimento é muito mais atraente. Mas tenha em conta que quem monta um fundo de investimento, o faz para canalizar investimentos com vocação de permanência a longo prazo ou longo prazo.

Sobre como criar um fundo de investimento IMOBILIÁRIO fechado espanhola, como se dizia no começo, você pode aconselhar em qualquer banca privada ou familly office. Sobre o por que montar um fundo de investimento IMOBILIÁRIO fechado, as razões são muito diversas e, por vezes, muito particulares. Mas mais do que tudo se trata de pagar menos impostos e ter uma estrutura que proteja o seu patrimônio, com capacidade para mudar de domicílio fiscal com um estalar de dedos ou assinatura em um fedatario público.

Acabou de Me vir à memória, ao escrever isso, o que disse João Maria Castillejo, presidente Zinkia (Produtora de Pocoyo) Jordi Évole em um programa de Sexta, ainda em 2011 sobre o tema o fundo de investimento IMOBILIÁRIO fechado, os impostos e os ricos. Deixo o corte, que dura pouco mais de dois minutos e é muito clarificador. Julgue por si mesmo.

Dito isso, vamos ao bagunça. Suponha que você tem uma certa quantidade de dinheiro como criar um fundo de investimento?

As principais barreiras a superar para criar um fundo de investimento em Portugal, são, por um lado, um mínimo de capital de 2,4 milhões de euros. Mas com a exigência de um mínimo de 100 parceiros. Com isso, não há que assustar-se tanto. Porque com 100 amigos que apresentem 24.000€ cada um o tem feito.

Como é isto na prática? Pois bem, vai um senhor Fundo de private Banking, Banca March, ou a qualquer outra e diz o consultor patrimonial de plantão, móntame um fundo de investimento IMOBILIÁRIO fechado, aqui você tem 2 milhões de euros. Bom, na verdade é ao contrário, coloca os 2 milhões de euros em cima da mesa e depois pede a fundo de investimento, porque se não o banqueiro não te escuta.

E então, em seguida, o banqueiro privado, dentro da base de clientes do banco e a rede de lojas varejistas, começa-99 pessoas que colocam os outros 400.000€. Que tradicionalmente são conhecidos na gíria como mariachis. Que são os pobretones que fazem acompanhamento ao rico, que vai gerir o destino do fundo de investimento à disposição.

Pôr o seu pequeno grão de areia vale, não têm que ir para assinar o notário. Com a que você for lá o que mais massa tem é suficiente, que é o que o solicitar normalmente. E aqui eu acho que a legislação lhe parece um pouco o duster, que é um brinquedo financeiro para ricos ou ricos.

Isso, então, evidentemente, tem suas formalidades. Há que pedir o nome do fundo de investimento ao Registo Comercial. Uma vez que você tem a denominação negativa, há que apresentar e verificar a memória e o projeto de estatuto. Depois pede-se o NIF da Agência Tributária e apresenta-lhe a memória e estatutos para a sua autorização pela CMVM.

Posteriormente, abre-se a conta de depósito onde os parceiros depositar o dinheiro em função de sua participação no fundo de investimento IMOBILIÁRIO fechado, abre-se a conta de títulos e valores mobiliários com os certificados bancários vai ao notário a escriturar. A partir daqui você já pode começar a operar e realizar investimentos. Então inscreve-se no Registo Comercial. E aqui um parágrafo.

Como criar um fundo de investimento IMOBILIÁRIO fechado, o controle da sociedade compete à Assembleia Geral de acionistas, estes podem decidir mudar de depositário ou sociedade gestora, quando lhes dê a ganhar. Ele disse que aquilo que aconteceu há pouco com Banco Madrid.

Após a fundo de investimento de inscrição no Cadastro de Instituições de Investimento Colectivo em valores mobiliários (CMVM) e agora com o Mercado Alternativo de Ações, pode-se solicitar a admissão e inscrição para cotação na bolsa. Algo muito interessante porque facilita a entrada e saída de acionistas. De outro modo, de cada vez que quiser fazer uma compra e venda, teria que ir a um cartório para transferir as ações para o comprador. Dê uma olhada na lista de SICAVs do MAB.

No total, todo o processo pode durar cerca de 4 meses, 3 para estar operacional. E tudo isso você monta o banco se você é o acionista ou grupo familiar que traz o dinheiro.

Mas um aviso. Além de saber como criar um fundo de investimento, você tem que saber que, para manter as vantagens da divergência fiscal dos fundos de investimento e os fundos de investimento IMOBILIÁRIO, sejam traspasables, têm que ter um mínimo de 500 associados, como exige a legislação, em vez dos 100 obrigatórios para a sua constituição.

Então também eu te digo, isso tem custos de manutenção, não só é criar um fundo de investimento IMOBILIÁRIO fechado e já está. Abaixo deixo uma aproximação para as despesas de constituição de um fundo especial de investimento fechado de capital aberto no MAB, com as dimensões mínimas e os custos de gestão anuais aproximados. Aqui já se vão cerca de 14.000€.

Então acha que há custos de gestão que tem que pagar à sociedade gestora e os honorários de depositaría ao banco custodiante. Mais caro de tudo, quanto mais em bolsa de valores e mercados exóticos ou activos não convencionais revertido a fundo de investimento IMOBILIÁRIO fechado.

De todas formas, que acha que, se tivesse de 2,4 milhões de euros investidos em um fundo de saco, você ia suportar as comissões implícitas próximas a 2%, em média. O que representam cerca de 50.000€.

Já vês que ser acionista de um fundo de investimento IMOBILIÁRIO fechado e fazer parte de seu capital não é nada complicado. Você vai para o MAB e compras umas ações de uma das muitas que existem no mercado. Como quem compra umas ações do Banco Santander. Mas, evidentemente, não deixa de ser um velho em um aquário, dominado por um peixe grande. Peixe que é quem vai tomar as decisões de onde investir, quando e por que. Então, não sei se faz muito sentido investir em fundos de investimento IMOBILIÁRIO, de um Amancio Ortega, por exemplo.

Já sei que igual não tem o dinheiro necessário, mas talvez se você for um apaixonado das finanças com uma carreira promissora por desenvolver ou de um operador novato em seus começos. Saber como criar um fundo de investimento IMOBILIÁRIO fechado, pode servir para desenvolver um projeto em que mobilizar o capital necessário, pode tornar-se o gestor da sociedade. E, desse modo, abrir as postas ao mundo e lançar a sua carreira profissional como gestor de fundos e patrimônios.

Por último quero deixar um par de dados. Hoje é o ano em que os fundos de investimento IMOBILIÁRIO em Portugal estão em recorde histórico de património gerido. E cada ano que passa se criam mais e mais novas de fundos de investimento IMOBILIÁRIO. Não sei se será consequência da anistia fiscal, que os fundos de investimento IMOBILIÁRIO, que foram Luxemburgo voltam para casa, que é sintoma de que há confiança e que a economia está decolando ou todo o contrário. Mas aí está o ponto. Mais de 35.500 milhões de euros geridos em SICAVs espanholas.

Deixe um comentário