Como alimentam os dividendos a partir de 2017

A tributação dos dividendos em 2017 muda. Você quer saber como isso o afeta, para tomar as suas decisões de investimento em bolsa. Especialmente se você é um desses caça dividendos, que tem uma carteira de ações com alta remuneração para o acionista, com o objetivo de ir a receber uma renda periódica.

Ao longo dos últimos anos, desde o início da crise, muitas empresas têm realizado um grande número de aumentos de capital secretas, a cargo reservas, por pagamento de dividendos. Diluindo, desta forma, o peso relativo de cada acionista, em função da decisão tomada.

Até 1 de janeiro de 2017, a tributação dos dividendos, dependendo de qual das três opções elegias, no que é conhecido como script dividend ou dividendo flexível.

Como primeira opção, você podia não fazer nada e deixar que a data de vencimento, expirasen seus direitos de subscrição preferencial e canjeasen gratuitamente por novas ações. Vendendo o pico de direitos no último dia. Neste caso, até que não vendías as ações não se tributaba.

Outra possibilidade, era solicitar o pagamento de dividendos em dinheiro, um valor fixo por ação conhecida. O que gerava uma retenção, que atualmente varia entre 19-23% dependendo do montante pago. Esta opção é interessante, porque os primeiros 1.500€ de dividendos por titular, estavam isentos da declaração do imposto de renda. Com isso, pudemos obter devolviesen o retido.

A terceira opção era ir ao mercado e vender os direitos de subscrição preferencial. Os quais, em função da cotação ao longo do período do dividendo flexível, que lhe permitiam obter uma quantia em dinheiro, maior ou menor em relação ao montante do dividendo com retenção.

Onde o interessante era a tributação do dividendo desta forma. Pois a venda dos direitos não foi considerada como ganho patrimonial. Já que só é constatado por eles, se vendiam as ações que os haviam gerado, restándose do preço de compra inicial. E, naquele momento, era quando se tributaba.

Claro, ao longo dos anos, muita gente não vendia as ações originais e se perdia a conta dos direitos vendidos para os que não se lhes aplicava nenhuma retenção e quase nunca se declararem. E era praticamente impossível que nem tu nem Fazenda llevaseis o controle. Às vezes tinha picaresca, mas muitas se faziam mal sem má-fé.

Estas três possibilidades, especialmente se você é um investidor de longo prazo, podiam dar-lhe muito o jogo. Mas agora as regras de tributação são outras.

O que é que muda na tributação dos dividendos em 2017?

Se o anterior sistema talvez era algo complexo, a novidade é muito simples de entender. Agora nenhuma das modalidades de pagamento de dividendos, o que inclui o script dividend, se escaparão do pagamento à Fazenda. Isso sim que se entende não é verdade?

Portanto, se receber o dividendo fixo, como se você vende os direitos das ações, o intermediário financeiro é obrigado a practicarte retenção. A única ressalva, é que você pode vender os direitos a um preço mais alto do dividendo fixo.

No caso de adquirir novas ações gratuitas no script dividend de uma empresa cotada em bolsa, a tributação do dividendo ficará adiada até que as faixas novas ações. Que pode ser ganho ou perda em função do custo inicial e a sua troca a cada momento. Já que, seja como for, o que fazem é média a baixa seu preço inicial de compra, pois as novas que você recebe são gratuitas.

Como se vê, a nova tributação dos dividendos em 2017, não deixa brecha alguma para fugir da fazenda. Talvez deste modo, pareça mais atraente reinvestir os lucros em novas ações, pois, a longo prazo, está provado que melhora a rentabilidade média.

Paradoxalmente, muitas empresas de tecnologia, estão suprimindo os programas de dividendo flexível. E são comendado a partir deste ano, a pagar os dividendos a retenção como se fazia antes e pronto.

Se você está procurando pretende viver dos dividendos das ações, o que, evidentemente, me diz que você prefere receber em dividendos, mesmo que seja com retenção e sem possibilidade de deixar isentos os primeiros 1.500€. Mas eu acho que é melhor reinvestir a partir de um ponto de vista de rentabilidade global do investimento a longo prazo.

O que você acha da nova tributação dos dividendos 2017? Você acha que se penaliza a repartição de benefícios? O que tu faria? O Cogerías novas ações gratuitas ou cobrarías o dividendo com retenção nas condições atuais?

Deixe um comentário