7 Despesas que você Pode Eliminar de sua Vida para Melhorar Economicamente

Criar orçamentos é importante para manter uma vida económica “saudável” e inteligente, como já explicamos em artigos anteriores, mas, ainda assim, será que realmente tudo que você incluir no referido orçamento é realmente necessário?, pongámoslo em tela de juízo, pode estar erroneamente criando um orçamento com base em coisas desnecessárias.
Portanto, é necessário analisar, estudar o seu contexto económico e, posteriormente, descartar aquilo que não apresentar relevância, é parte do processo de crescimento e desenvolvimento pessoal.
Dito isto, e prosseguindo, não são todos os gastos que às vezes parecem “necessários” acabam trazendo algo realmente significativo ao nível de investimento financeiro e em outros domínios como a saúde. (como você vai notar ao continuar a ler o artigo)
Infelizmente, existe ainda despesas infiltrados, consumindo seu dinheiro como sanguessugas, e que parecem tão simples e inofensivos que você não se dá conta de sua presença.
Você Realmente adaptas a sua entrada em seu modo de vida? ou essas “obrigando-o” e sem percatarte, faça o preenchimento desta “forma de vida” de coisas banais ou inúteis. De ser o último mencionado a sua resposta, tenha a certeza de que pouco a pouco ciertosgastos se estão empobrecendo desnecessariamente. Aqui temos todos e conheça os 7 gastos desnecessários que você pode excluir para melhorar economicamente.
Restaurantes de comida rápida
A comida rápida, ou “rápida”, como costuma llamársele em certos países da América e Europa, é sem dúvida um dos gastos menos prioritários que possam existir na vida de qualquer pessoa em busca de alcançar uma boa gestão financeira em suas vidas. É verdade que costuma sair de apuros, mas a que custo?
Respeito aos níveis de saúde, de acordo com um estudo da Universidade da Califórnia, mostrou-se que os danos que pode causar esse tipo de comida (pizza, hambúrgueres, hot dogs) vão relacionado diretamente com o aumento excessivo de sódio e calorias. Por consequente, implica maiores possibilidades de obesidade, além disso, gera um custo de pelo menos 39.9 milhões de dólares a nível nacional, somente nos Estados Unidos.
Em adição a isso, a Cepal indicou que em países latino-americanos como Chile, estima-se que pelo menos 205 mil indivíduos morrem por causa da obesidade, em um período de 1 ano. Incrível, mas as estatísticas falam por si. gostaria de continuar a gastar em comida rápida? Pense duas vezes antes de preferirla por sobre algo preparado em casa.
Centro de fitness ou centro de atividade física pagamentos
Pode parecer contraditório que damos ao ginásio como um gasto desnecessário, mas a realidade é que, se você é bom empreendedor, tudo em sua vida deve ser radical e não seguir o “média”. Dito isto, o ginásio vai metido nesse lote.
É verdade que pagar para trabalhar obriga, de alguma maneira, ter um regime mais rigoroso, mas em casa não poderia fazer o mesmo? Na internet, com o uso de plataformas como o YouTube, é muito fácil fazer exercício físico em casa. Não é questão de ser “mesquinho”, mas o dinheiro que você investir, anualmente, no ginásio pode chegar a números que, se as analisar em um orçamento familiar, vai doer.
Dedicar tempo ao seu corpo é vital, isso não colocamos em dúvida. Por conseguinte, poupar capital que estava destinado ao ginásio não deve ser sinônimo de sacrificar tempo que dedicarías a “esculpir sua figura”.
Gastar uma boa quantidade no ginásio não se garante estar em forma. De fato, na verdade, vai de mãos dadas com uma qualidade que todo empresário e empreendedor deve ter: a perseverança. Se perseverares então, com uma dieta rigorosa (ver o ponto número 1) e exercício em casa, você verá os resultados favoráveis.

Cigarro, álcool e jogos de azar
Vícios da vida existem muitos, mas é que seja um que não afete a sua saúde (empresários estão avisados), e o charuto junto com o álcool, além de prejudicar seu estado de saúde física e mental, implicam uma série de despesas que podem ser exorbitantes.
Em relação aos vícios, os jogos de mesa são outra despesa “mortal”. Grandes empresários perderam tudo em apostas de jogos de azar. Estes três são, sem dúvida, um compromisso para o seu bolso e que não só se evitam investir em outros aspectos relevantes, mas também colocam em risco a membros de sua família.
você é um alcoólico, sendo bem-sucedido? Não, mas se pudermos contar a história de mais de um bem-sucedido decair com o álcool.
Trata de forma paulatina redução das despesas dedicados aos anteriormente nomeados. Sabemos o quanto é difícil, em parte, conseguir vencer a dependência, mas, paulatinamente é possível. Além disso, você pode recorrer a centros de ajuda ou reabilitação.
Cartões e mais cartões de crédito
As comissões por manter cartões de crédito são um gasto desnecessário, cuja remoção pode levar a um pequeno mas eficaz alívio económico. Se você estiver em um orçamento apertado, não hesite em começar a eliminá-los, já que, além dessas comissões, os níveis de interesse para pagar créditos poderiam estar se afogando parte de seu capital.
Grave isso no seu cérebro: “Pagar e não a utilize até que seja realmente necessária” aplique-o em seus cartões de crédito. Você pode direcionar essas despesas fazia, por exemplo, o seu pequeno negócio ou empresa local.
Renovação de tecnologia que não apresentar impacto positivo para a sua empresa ou casa
A tecnologia avança a par do consumismo. Tanto do ponto de vista de um trabalhador chefe de família ou de um gerente geral em uma empresa, o gasto de capital que gera a renovação de tecnologias deve ser visto com lupa. Para a explicação mais precisa deste ponto, o dividiremos em dois domínios, os quais se descrevem a seguir:
A empresa
A nível empresarial, existem técnicas diferentes de evitar cair na aquisição de tecnologias que resultem em poucos benefícios de produção dentro da organização. Entre elas, esta realizar uma auditoria interna ao nível dos centros de computação (a informação é um capital significativo para toda a empresa).
Ano após ano, as empresas fazem mudanças de software para novas versões de sistemas operacionais ou aplicativos dedicados a executar tarefas de forma “automática”, sem perceber que o gasto realizado realmente não se reflete como um bom investimento a nível de melhorias na produção. Evitar cair para isso, você pode economizar milhares de dólares por ano.
Dentro de sua casa
O lar, deve ser visto como uma empresa de que o chefe é você. Adquirir novos e mais “avançados” eletrodomésticos ou gadgets vai de mãos dadas com o consumismo e, portanto, não manter um controle pode resultar em custos de até 4.000 dólares por cada membro da família, o que, por sua vez, indica que com 5 pessoas faria um gasto de até 20.000 dólares anuais somente na aquisição de tais elementos.
Novas tendências de 2017 como a IoT ou smartphones com capacidade para realidade virtual são ótimos, mas Quanto você gasta, anualmente, para renovar o que já tem? O melhor é prolongar a vida útil de seus dispositivos e não cair na “obsolescência programada”, a que já se fez menção em artigos anteriores.
Compras pela internet
As compras pela internet podem chegar a ser compulsivas, “ofertas” e muitas outras técnicas de marketing são aplicadas na frente de seus olhos para concentrar-se na aquisição recorrente de produtos e serviços que, normalmente, não são um fator essencial na sua vida, como, por exemplo, contar com mais de 10 utensílios de cozinha (cuja utilidade é, literalmente, a mesma), uma infinidade de pares de sapatos e outros.
Quanto estas “investindo” na compras deste tipo? Detém-se um pouco para pensar: as vendas de garagem têm muitos, mas muitos produtos adquiridos através da internet, o que pode levar à conclusão de que muitos de seus donos realmente os adquiriram por simples “impulso”.
Pacotes de assinatura para os serviços que não utiliza
Empresas como Hulu, Microsoft, Amazon e Google, por não alongar a lista, oferecem uma enorme quantidade de serviços por assinatura, que claro, não dizemos que sejam de má qualidade, mas Quais os que você paga realmente utilizar simultaneamente?
Prime, YouTube Rede e o armazenamento extra na nuvem são alguns dos que podemos citar que certamente estão estaticamente lá, consumindo o dinheiro do seu bolso sem que sequer os toques. Analisa as estatísticas de uso para cada um dentro de sua vida, podem estar “levando mais em conta”, nas faturas.
Em adição a tudo isso, súmale meios físicos e digitais, que cobram por “manter-se informado”, seja de revistas ou publicações web. Existem alternativas grátis que você pode implementar, é uma questão de fazer uma pesquisa prévia.
Por: João Silva

Receba os Nossos artigos em sua caixa de correio electrónico. Junte-se a nossa comunidade, é grátis.

Nome

Endereço de email: