6 segredos para que o seu orçamento e tenha sucesso

Se você é alguém que tem sérios problemas para chegar a fim de mês, eu acho que já lhe terá passado pela cabeça mais de uma vez fazer um orçamento de tudo o que você pensa ingressar no mês e o que pensa gastar. Mas já sei o que me queres dizer: “fiz um orçamento e no final do mês me foi disparado o gasto igualmente”.
E eu não vou ser quem eu negue, porque já me aconteceu a mim, a você e a qualquer um, porque isso de finanças pessoais e da economia em geral, não é que possamos dizer que é uma ciência exata.
Agora, sem orçamento, salvo coisa rara, a gestão de suas finanças está condenada a fracassar, a menos que você tenha os “duros por castigo”, como dizia aquele ditado original. Mas como esse não creio que seja o caso, já que está lendo este artigo, vamos ver o que eu faria no caso de estar em seu lugar para evitar um descontrole total das finanças diárias.
Não quer dizer que essas dicas deem o sucesso de forma segura, mas sim que evitarão que você “despeñes” economicamente falando.
6 pontos-chave para ter um orçamento bem sucedido
1. Ter um objetivo claro
Vamos ver, use a cabeça com sentido. Se você não tem claro o que pretende obter com a realização de um orçamento para gerir o seu dia-a-dia econômico, para quê fazê-lo? ¡¡Improvisava!! Não perca tempo e deixe de ler este artigo, melhor, vá a um site de apostas, já que, com um pouco de sorte, você pode ganhar o suficiente para não ter que andar com orçamentos.
Mas se você é dos que se quiser fazer um orçamento de suas finanças, a primeira coisa que se deve ter claro é o objetivo ou meta que queremos alcançar com o orçamento que você faça.
Como Conseguir economizar uma quantia para ter um colchão financeiro em caso de problemas?
Como Conseguir uma determinada quantidade de dinheiro, porque você sabe que tem um gasto em um determinado tempo?
Qualquer objetivos é válido, desde que seja real e possível, não vá para orçamentar a economizar em 2 anos de 20.000 reais, se você é um mileurista (com todo o respeito aos mileuristas que hoje estão em perigo de extinção).
Ter uma meta clara no horizonte irá ajudá-lo a fazer um orçamento correto e a determinar quais ações você deve seguir para obtê-lo.
2. Faça com que seja um simples orçamento
Coloque as pequenas coisas claras, que permitem ver à primeira vista, tudo o que precisa de fazer para cumprir o orçamento. Por exemplo, se você quiser economizar no recibo da luz, não se te ocorra medir o tempo de uso de cada aparelho que você tem em casa, porque no terceiro dia de levar o controle do tempo tiras o relógio de lixo.
É simples em abordagens: se quiser reduzir o recibo da luz, você deve assumir que você tem que mudar seus hábitos de consumo, mas não entrar em detalhes.
Por isso, se você faz uma lista de coisas que você quiser economizar dinheiro, que seja clara e concisa. Se você quer deixar de fumar, porque sobe o tabaco, plantéatelo simples e sinceramente, não te ponhas a calcular quanto você paga mais por mês, se você continuar fumando, ou quanto se economize se cambiases a um tabaco mais barato ou redujeses o consumo. Simplesmente ¡¡deixe de fumar!! (além disso, o seu corpo vai agradecer).
“3065”]
3. Acompanhamento do orçamento
Se você já me fizeste caso, os dois pontos anteriores, e você tem o orçamento já escrito, em papel ou em computador (já usei a ferramenta de Dinaru?), você deve, periodicamente, verificar se está cumprindo. Não é algo que deseje a um de janeiro e o deixe como está, até o último dia do ano.
O orçamento é “algo vivo”, com o qual terá de estar em acompanhamento contínuo ou periódico, mas seguindo, e para isso irá ajudá-lo a ponto anterior, já que o deixaste bem simples para ver a olho nu se está cumprindo ou não.
4. Não se centraliza no curto prazo
Muita gente fracassa, pois pensa no curto prazo, como forma de gerir as suas finanças e fazer um orçamento mensal. Não te recomendo. Pensa mais em abstrato, ou seja, que no final do ano vai reduzir este ou aquele despesa, a alterar o uso deste ou daquele produto para conseguir uma poupança, tenha em conta que todas as mudanças precisam de um período de aclimatação com o qual não se pense que a economia se notará instantáneamante.
Esse é um erro, já que se você perguntar, por exemplo, deixar de fumar para ter na conta do banco no final do mês 300 reaise é que, chegado o momento não tem um real, não tem porque ser culpa de um mal abordagem, podem ocorrer imprevistos no mês que façam com que não tenha os 300 reais. Pense melhor no que você vai economizar no fim do ano. Isso irá ajudá-lo a ver as coisas com outra perspectiva que não se estresse mês a mês.
5. Não se autoengañes
Ou seja, de nada vale que se faça armadilhas ao solo. Se presupuestas algo não estando convencido de que o que você vai fazer, porque você se põe a realizar um orçamento?
Não há mais cego que o que não quer ver, nem mais surdo que o que não quer ouvir. Pois o mesmo, não consegue salvar aquele que não quer economizar, embora planeje.
Se você perguntar algo que seja com todas as suas conseqüências e com a “boa intenção de cumpri-lo”.
6. Adapte os seus hábitos e prémiate por isso
Aquele que está acostumado a comer marisco diariamente, leva a mal o fato de ter que passar a comer o menu do dia.
Se não se autoconvences de que as coisas devem ser assim e se premias a si mesmo por obtê-los, você vai sofrer de ansiedade e estresse ao seguir um orçamento. Comprar produtos de menos qualidade do que você está acostumado a usar o vai levar a mal, mas é necessário que considerares que é algo forçado.
Imagine que quer um orçamento para conseguir economizar um dinheiro para ir de viagem em suas férias: mudar seus hábitos e consumos vai ter um prêmio, o qual te ajudará a ser mais suportável para as mudanças orçamentados.
E agora você vai fazer um orçamento?
Tudo o que te tenho comentado anteriormente, pode ser que não te conduza ao orçamento perfeito, e mais, se há imprevistos gordos pelo caminho, mas de seguir estes 6 pontos indicados e estar convencido de seguir o orçamento à risca, vai fazer com que não fracases, senão no todo, pelo menos em parte. Com os acontecimentos inesperados não se pode contar, por algo são inesperados.
Você se anima a compartilhar com todos o seu orçamento e que problemas ou dúvidas que você teve para fazê-lo? Te-lo-emos felizes.

Deixe um comentário