5 formas de dar a conhecer o seu negócio

Ter uma ideia de negócio, desenvolver e vender um bom produto ou prestar um bom serviço, não basta, se queres ter sucesso ganándote a vida por sua conta.

Certeza que alguma vez te disseram que se você trabalhar duro, você não desanimas e você é perseverante os resultados chegam. Mas a realidade é que se você quiser vender e faturar mais no seu negócio, não basta ser bom no que faz. Você precisa ter visibilidade. E o mais importante, projetar uma imagem de marca consistente com a qualidade de serviço que prestas e com a que se quer identificar.

Por muito que te custe aceitá-lo, a maioria das decisões de compra ou contratação de um serviço, baseiam-se em atalhos mentais de poucos segundos que impulsionam a ação de aceitar ou recusar a sua proposta.

Apesar de que o seu produto ou serviço exigido de uma análise mais precisa para tomar uma decisão, infelizmente pesa e muito da primeira impressão e a imagem projetada por si e pelo seu negócio. Já sabe o ditado, há apenas uma oportunidade para causar uma boa impressão. Se você quer vender mais e dar a conhecer o seu negócio, se quanto cinco formas para obtê-lo com eficácia a partir deste momento.

1. Presença em redes sociais e internet

Se você tem uma pequena empresa, você é profissional liberal ou autônomo, terá uma abordagem a um mercado local. E talvez pense que, sendo assim, não precisa de estar no mundo on-line, se o seu prestas serviços offline e as pessoas que você pode encontrar na rua, porque já tem um espaço físico em que trabalha.

Mas a realidade hoje é que cada vez mais, quando alguém tem um problema ou uma dúvida, dirija-se à internet em busca de respostas. E, para isso, cada vez se usa mais o celular.

Você precisa posicionar-se na internet. As páginas web estáticas passaram à história. Para dar a conhecer agora necessita de uma página web, um blog, em que você pode entrar em conversação com os seus clientes, saber o que precisam e demonstrar com suas publicações parte de seus conhecimentos. É o conteúdo que publica o que lhe permite posicionar-se acima dos resultados de pesquisa na internet.

O mesmo ocorre com as redes sociais. Não é necessário estar em todas, mas se é importante se concentrar em uma ou poucas e se manter ativo. Porque é uma forma de manter-se próximo aos seus clientes e aos seus potenciais clientes. Da mesma forma que seja veterinário, tenha uma loja de bairro ou uma consulta de psicologia. Mas você acha que não precisa, hoje em dia marca a diferença.

2. Design e imagem de marca

Sendo consequentes com o anterior, você tem que ter uma identidade visual coerente com a sua presença offline.

Somos muito visuais, o design de seu logotipo, emblema corporativo, cartões de visita, cores, elementos publicitários e material de escritório que tenham uma estética atraente e coerente com o que se quer transmitir, pode fazer com que um potencial cliente se descarte ou fechar uma nova venda.

Embora esteja começando, não deixe para mais tarde. Você não precisa gastar muito dinheiro para conseguir um projeto corporativo profissional. Na internet você pode encontrar opções simples e baratas como Helloprint, onde poder encomendar de forma fácil e rápida todo o material promocional que você precisa para dar a conhecer o seu negócio.

Jamais subestime o cuidado de a imagem de seu negócio. Pode ser um excelente profissional e perder um cliente, porque viver uma sensação de adiamento ou de falta de experiência.

3. Networking e parcerias

Dizem que somos a média das cinco pessoas com as que mais tempo passamos. De modo que, se você quiser se tornar um dos melhores dentro de sua atividade, você tem que conseguir se relacionar com algum ou alguns dos líderes de seu setor no âmbito profissional em que você se move. Alguma coisa você vai aprender ou algo bom se você colará.

De fato, em seus primórdios, talvez você possa interessar estabelecer acordos ou parcerias com outros profissionais mais sólidos de sua atividade ou atividades afins, que lhe permitam tecnológica ou o acesso ao mercado ou clientes com os quais eles trabalham. E, obviamente, aproveitar esse vitrine para lhe dar a conhecer.

4. O boca-a-boca e a prova social

Você deve aproveitar cada experiência positiva de seus clientes em seu favor. E fazer com que recomendem. Você tem que provocar e estimular que falem bem de ti, aqueles que já se conhecem e sabem como trabalha.

Isso sim, para pedir, tem que estar legitimado para fazê-lo. E o melhor momento é quando eu conseguir resolver uma questão ou um problema para o seu cliente era importante. Pois para além de seus honorários, sente-se grato e em dívida. Se o pedires, é mais fácil que se encontram com algum conhecido que tem um problema semelhante, pense em ti e recomendem.

5. Fazer promoção

Se quiser fazer com que se comprem, entrega algo de valor sem esperar nada em troca. Esta é uma técnica de venda e influência, tão antiga como efetiva. E que é utilizada tanto por grandes empresas como por pessoas da rua para conseguir o que quer.

Pense nas amostras que presenteiam os supermercados, as provas gratuitas, a flor que presenteiam os hare Krishna para pedir uma doação ou pulseira ou elefante da sorte que lhe dá o vendedor ambulante, para criar o compromisso e a obrigação de comprar algo.

O que você pode fazer, é oferecer algo de graça em um fórum que possa captar clientes potenciais. Se você é fisioterapeuta, você pode entrar em contato com o diretor de um centro da terceira idade para dar uma palestra sobre exercícios de postura para evitar dores musculares ou nas costas. Se você é conselheiro fiscal, para o melhor, você pode entrar em contato com a Câmara de Comércio de sua cidade, para dar um seminário sobre ideias de negócio a novos empreendedores e, assim, muitos exemplos.

Você pode ficar sentado à espera que a fama lhe chegue por si só, e os clientes ligam para sua porta ou entrar em ação agora mesmo e colocar em prática alguma dessas alternativas, para dar a conhecer o seu negócio. Você decide.

Deixe um comentário